O que é cronograma capilar?

O Cronograma Capilar é uma técnica de cuidados com o seu cabelo que inclui uma agenda ou, como o próprio nome já diz, um cronograma de tratamentos, com o objetivo de deixar o cabelo mais hidratado, nutrido e saudável. O cronograma capilar pode variar dependendo das necessidades de cada cabelo, mas em todos eles são indicadas as etapas de hidratação, nutrição e reconstrução.

Quem pode ou precisa fazer o cronograma capilar?

Todo mundo! Pense bem: por mais saudável que o seu cabelo esteja, ele é exposto a danos a todos os momentos, seja pela ação de ferramentas como secador de cabelo, chapinha, babyliss, ou até mesmo fatores externos que a gente não tem como controlar, como o sol, a poluição, a água do mar ou da piscina.
Se você faz algum tipo de processo químico no cabelo, um alisamento ou uma tintura, os fios ficam ainda mais fragilizados e sofrem mais com essas agressões. Por isso é muito importante manter um cronograma capilar para devolver aos fios todos os nutrientes perdidos no dia a dia.

Quais os benefícios do cronograma capilar?

Os resultados do cronograma capilar podem ser sentidos já na primeira semana. Usando os produtos certos, obedecendo o tempo de ação indicado na embalagem e seguindo as fases do cronograma capilar sem falhas, não tem erro! Logo você já vai sentir o cabelo mais macio, sem frizz, brilhoso, saudável e com a elasticidade natural restaurada.

Como identificar a necessidade do meu cabelo?

Para garantir todos os benefícios do cronograma capilar para o seu cabelo, você precisa saber qual a necessidade do seu fio. Ou seja: você precisa identificar se o seu cabelo está precisando mais de hidratação, nutrição ou reconstrução. Depois de reconhecer as necessidades das suas madeixas você pode escolher o cronograma capilar mais adequado. Lembre-se de sempre usar produtos indicados para o seu tipo de cabelo. Não existe uma maneira 100% comprovada de descobrir o nível de porosidade do seu cabelo, entretanto alguns testes caseiros podem ser feitos para te ajudar a descobrir.

  • Teste no copo d’água

Um deles é o teste de porosidade no copo d’água. Você vai precisar de um copo transparente com água mineral ou filtrada em temperatura ambiente. O seu cabelo deve estar limpo e seco, sem produtos que possam interferir no resultado, como condicionador ou óleos. Arranque alguns fios de cabelo, coloque dentro do copo e aguarde de 2 a 4 minutos.

Se o seu cabelo tem baixa porosidade ele vai ficar boiando na superfície da água. Isso significa que as cutículas estão muito fechadas e o fio absorve poucas substâncias externas. Nesse caso lave o cabelo com shampoo duas vezes com água quente, para abrir as cutículas do fio e prepará-lo para receber a hidratação.

A porosidade ideal é a normal, quando o fio fica no meio do copo, não boia, mas também não afunda. Nesse caso, o fio consegue absorver nutrientes das máscaras de tratamento, mas também não está com as cutículas abertas a ponto de ser prejudicial para o cabelo. É o momento ideal para hidratar e nutrir o seu cabelo. Agora se o cabelo afundar, significa que a porosidade está alta, o cabelo está muito frágil e com as cutículas muito abertas. Para tratar esse cabelo, o melhor é usar máscaras reconstrutoras e depois continuar o tratamento com nutrição e hidratação.

  • Teste do borrifador

Outro teste é o feito com um borrifador. Para fazer, separe uma mecha do seu cabelo e prenda o restante para trás. Borrife água apenas uma vez na mecha separada. Se depois de um tempo a água ainda continuar na superfície do cabelo, os seus fios têm baixa porosidade. Se a água for absorvida pelos fios depois de alguns minutos, a porosidade é normal. Mas se os fios absorverem a água logo depois que ela for borrifada, então a porosidade é alta.

  • Teste do deslizamento

Outro modo de identificar é com o teste de deslizamento. Nele, você pega um fio de cabelo e desliza os dedos da ponta em direção a raiz do fio. Se você sentir o fio áspero ou tiver alguma dificuldade em deslizar os dedos, então o seu cabelo está com alta porosidade. Agora se os dedos deslizarem suavemente, a porosidade está baixa.

Você também pode observar o seu cabelo para identificar alguns sinais. Por exemplo, se o seu cabelo estiver sem brilho, ressecado ou áspero, é um sinal de que ele precisa de uma hidratação. Já se você sentir os fios porosos, desalinhados e com frizz, está na hora de fazer uma nutrição. Agora se o seu cabelo está frágil, elástico e com muita queda, então o melhor é partir para a reconstrução. Mas para ter um diagnóstico completo do seu fio, o melhor é sempre procurar um cabeleireiro de confiança.

As etapas do cronograma capilar

Independente do cronograma capilar que você vai adotar, todos eles são compostos pelas três etapas básicas de tratamento. São elas Hidratação, Nutrição e Reconstrução. Cada uma delas tem uma função e uma ação específica no seu cabelo. Por isso é importante combinar as etapas, para que os fios fiquem saudáveis e equilibrados.

  • Hidratação

A hidratação tem a função de devolver a água para o nosso cabelo. Você deve saber que a maior parte do nosso corpo é composta de água. Mas claro que se só fosse isso, não seriam necessárias máscaras de hidratação, era só molhar o cabelo que tava tudo certo, né? As máscaras hidratantes têm nutrientes emolientes e condicionantes, que ajudam desembaraçar os fios e deixá-los mais macios e brilhosos. Elas também ajudam a selar os cutículas do fio, protegendo as madeixas das agressões do dia a dia. A hidratação não tem contraindicações e pode ser feita quantas vezes você quiser ou achar necessário.

  • Nutrição

A nutrição é a etapa que faz a reposição de lipídios dos nossos fios. Ela devolve a oleosidade necessária para os fios ficarem brilhosos e sem frizz. Ela é importante principalmente para quem tem os fios secos e para as cacheadas ou crespas. Isso porque que a estrutura desses fios não permite que a oleosidade natural do couro cabeludo alcance as pontas dos fios, deixando o cabelo ressecado. Quem tem o cabelo mais oleoso também pode fazer a etapa nutritiva, mas com cuidado para não pesar ou ensebar os fios. A nutrição pode ser feita com máscaras de tratamento ou umectação com óleos vegetais ou manteigas. Por exemplo: óleo de coco, azeite de oliva, óleo de argan, manteiga de karité…

  • Reconstrução

Já a reconstrução é o tratamento que fortalece o cabelo. As máscaras são compostas por queratina, arginina, colágeno e outras proteínas e aminoácidos. O objetivo é repor a massa capilar, devolvendo a força e a resistência aos fios. Ela pode ser feita por todos os tipos de cabelo, mas é indicada principalmente para quem passa por processos químicos. Mas atenção, a reconstrução deve ser feita no máximo de 15 em 15 dias, nunca mais do que isso. Se feita em excesso, ela pode acabar dando o efeito contrário, deixando os fios duros e quebradiços.

Como fazer o cronograma capilar

Agora que você já sabe o que é o cronograma capilar e pra que serve, é hora de colocar em prática! Este é o momento de selecionar o cronograma capilar indicado pra você, de acordo com as necessidades dos seu cabelo. Necessidades diferentes precisam de tratamentos diferentes, certo? Por isso é tão importante saber exatamente qual o seu tipo de cabelo, pra escolher o cronograma capilar mais adequado. O cronograma capilar tem o tempo mínimo de duração de um mês e os tratamentos são divididos nesse tempo, de acordo com a quantidade de lavagens que você costuma fazer.

  • Cabelos saudáveis

Para um cabelo saudável é indicado fazer uma hidratação por semana. Para completar o cronograma capilar, faça uma nutrição a cada duas semanas e uma reconstrução por mês.

  • Cabelos pouco danificados

Se os seus fios estão pouco danificados, você deve fazer mais uma nutrição na segunda semana.

cronograma-capilar-agenda-nutrição

  • Cabelos muito danificados

Agora, se o seu cabelo está muuuito danificado, os cuidados devem ser mais intensos. O cronograma capilar deve incluir pelo menos uma hidratação e uma nutrição por semana. Já a reconstrução precisa ser feita a cada quinze dias.

cronograma-capilar-agenda-reconstrução

É importante ficar atenta aos seus fios. Assim que começar a sentir que eles estão mais saudáveis faça novos testes e, se achar que é a hora, troque de cronograma capilar. Depois de selecionar o melhor cronograma capilar, é necessário bastante disciplina e dedicação às suas madeixas! Nada de pular uma etapa do cronograma capilar por preguiça, hein! A constância no cronograma capilar é importante para que você sinta os resultados o mais rápido possível.

Quais produtos usar no cronograma capilar

Agora é a hora de escolher os produtos mais indicados para o seu cabelo, obedecendo cada etapa do cronograma capilar. Atenção: não adianta usar um produto de hidratação na etapa da nutrição, ou o de nutrição na etapa de reconstrução. Lembre-se que o seu cabelo precisa de todas 3 etapas para ficar super saudável!

Hoje em dia várias marcas oferecem produtos específicos para cada tipo de tratamento. É importante lembrar que a qualidade da matéria prima utilizada no produto é extremamente importante para o resultado final. Por isso, procure sempre marcas da sua confiança, que sejam específicos para o seu tipo de cabelo e para as necessidades dos seus fios.

cronograma capilar infográfico completo

Infográfico completo sobre Cronograma Capilar

 

https://www.instagram.com/p/B06BfD0HU5V/

Gostou das dicas? Acompanhe o nosso Facebook e o nosso Instagram para ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos cabelos! 😉

 

Comentários do Facebook