Não temos dúvidas de que você, apaixonada por cabelos coloridos, já esbarrou em algum momento com o nome “Marsala”. Sim, a cor mostra que veio para ficar e ser uma das tendências do outono-inverno neste ano. Inspirada em um tipo de vinho italiano mais encorpado, essa tonalidade veio conquistando os corações até mesmo de quem nunca quis pintar os cabelos. Vem conferir hoje o que a Marsala tem de tão especial!

O que é Marsala

Para muitos, a cor Marsala pode ser idêntica às já conhecidas Borgonha, Acaju, Merlot e outros tons de vinho marcantes. Porém, o que a difere das outras é sua nuance arroxeada, com um fundo misto de tons azuis e violetas, em contraste com o vermelho terroso predominante.

É uma cor que parece clássica e sóbria, mas revela-se completamente diferente sob as variações de luz. É ideal para quem deseja colorir as madeixas,mas tem um estilo mais discreto e elegante.

Como fazer a Marsala?

Desde 2017 já encontramos a Marsala em diferentes cartelas de tinturas. O problema é que as cores podem ser diferentes. Algumas puxam mais para o vinho aberto, outras são bem violetas e ou ainda próximo ao castanho avermelhado.

Essa variação na interpretação da Marsala faz com que algumas pessoas façam suas próprias misturas para chegar no tom ideal. Se você é do tipo que prefere apostar em sua própria alquimia, preste atenção na base de mistura que irá usar.

Criando o tom Marsala

O Marsala é o resultado equilibrado de um castanho claro (ou louro escuro, caso queira abrir um pouco mais o tom) de altura 5, castanho claro violine (5.2 na maioria das marcas, mas também encontrado como 4.20 ou 6.20 em algumas cartelas) e o loiro escuro vermelho intenso (conhecidíssimo 6.66).

Como opção, você pode substituir o violine por intensificador violeta (geralmente 0.8) ou qualquer tom de vermelho intenso por intensificador vermelho (0.6). Mas sempre sobre uma base de louro escuro ou castanho claro, para fixação do pigmento intensificador.

Uma dica importante é: use sempre a Água Oxigenada ou Emulsão Reveladora de 20 volumes, para garantir o tom correto. Faça sempre teste de mechas e analise o tom de seus fios antes de fazer a mudança de cor. Se o seu cabelo é escuro e você quer um tom vibrante, faça uma descoloração. Assim, você abre dois tons, garantindo uma cor mais evidente.

Lembre-se sempre: a proporção para fazer a sua mistura é sempre de uma bisnaga para um frasco da oxigenada, ou seja, 1:1. Se seus cabelos forem muito porosos, volumosos ou longos, deve dobrar a quantidade. Ou seja, se vai usar duas bisnagas, use também duas oxigenadas. Geralmente, as marcas trazem folhetos com explicações técnicas que vão além do passo a passo de aplicação. Sempre confira esse material e siga as recomendações dos fabricantes à risca.

Ajuda Profissional

Se restar alguma dúvida, se você não tiver muita experiência com coloração em casa ou se estiver insegura, já sabe: aquele cabeleireiro de confiança pode te ajudar a chegar no resultado dos sonhos. Muito melhor ter um profissional cuidando de cada passo, até para evitar efeitos manchados ou muito diferentes do esperado.

Aplicações Criativas da Marsala

Uma cor tão marcante como Marsala pode ser explorada para obter diversos resultados. Algumas técnicas dão um toque a mais para quem quer adotar a cor com mais estilo:

Para 2018, por exemplo, o ombré com as pontas coloridas estará super em alta nas estações mais frias. Tons de castanho com degradê para a Marsala são uma pedida criativa e despojada para aproveitar todo o charme dessa cor. Luzes ou mechas no tom Marsala, mescladas com castanho chocolate, também combinam demais e proporcionam um efeito incrível.

E depois de coloridos, como cuido dos meus fios?

Os tons de vermelho são popularmente conhecidos por desbotarem muito rápido. É necessário dedicação e paciência para manter a cor sempre vibrante e saudável. Para a pós-coloração, uma dica fundamental e básica é: opte por lavar os cabelos com uma frequência reduzida. Além disso, é super importante usar produtos próprios para os cuidados com cabelos coloridos.

Sendo a coloração uma química de transformação, o ideal é lançar mão de um Cronograma Capilar organizado e próprio para a nova rotina de fios coloridos. Por isso, inclua máscaras tonalizantes em seu cronograma e retoque as madeixas a cada 15 dias. Dependendo da cor de fundo de seus fios antes da coloração, essa frequência pode aumentar para uma vez por semana. As máscaras tonalizantes não possuem química, portanto, são ideais não apenas para dar um up na cor. Além disso, elas também ajudar a aumentar o período entre os retoques. Preservando o cabelo sem agressões químicas por muito mais tempo.

E então, preparados para a entrada do friozinho com um estilo mais “caliente” e elegante como a Marsala?

Acompanhe também o nosso Facebook e o nosso Instagram para ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos cabelos! 😉

Comentários do Facebook