Sim, nós já conversamos um pouco sobre secador de cabelo dia desses. Porém, ainda temos mais uma aliada na categoria “fontes de calor”. Como esquecer da famosa chapinha?! Não dá, né?

Aliás: chapinha, piastra, prancha, como preferir chamá-la. Independente do nome, ela é uma mão na roda na hora de finalizar seus cabelos do jeitinho que você gosta. Como seu contato é diretamente com os fios, algumas dicas são essenciais para que ela não danifique os seus cabelos. Afinal, não queremos que essa relação se torne uma grande dor de cabeça, certo?

Se bem utilizada, a chapinha possui diversos benefícios! Ela é responsável por cauterizar as cutículas dos fios após procedimentos reconstrutores; por deixar os cabelos com mais brilho na finalização pós-tratamentos; por moldar as madeixas em alisamentos além de, claro, ser a parceira daquele liso perfeito no dia a dia. Quem não gosta de mudar temporariamente o visual, não é mesmo? Enfim, podemos ver que ela tem 1001 utilidades, mas para que todas funcionem é preciso um pouco de cuidado.

DICAS ESSENCIAIS PARA O BOM USO DA CHAPINHA

1 – Proteja!

A primeira dica essencial para aproveitar o melhor de sua chapinha é usar um ótimo produto de proteção térmica. Sem a proteção ideal, os fios podem sofrer até mesmo quebras e danos graves. Isso acontece principalmente quando os cabelos são submetidos frequentemente à ação do calor direto da chapinha.

2 – Seque bem!

A segunda dica essencial é algo que parece até mesmo óbvio, mas que muita gente ainda peca na hora de usar o aparelho: seque seus fios! De preferência, utilize escova e secador, antes de passar a chapinha. É fundamental que o cabelo esteja totalmente seco para minimizar os riscos de danos. Como um toque final, um reparador de pontas siliconado ou oleoso pode ajudar a re-nutrir a fibra capilar. Isso dá um toque extra de brilho à sua finalização.

3 – Menos é mais

Atente-se à quantidade de vezes que você passa a chapinha em cada mecha! Se os fios estiverem bem secos, 3 ou 4 “pranchadas” por mecha já bastam para finalizar os fios. Tente não passar mais do que isso. Se sentir resistência dos fios, pode ser que ele ainda esteja úmido. Neste caso, seque mais um pouco os cabelos com secador e escova até que estejam prontos para receber a chapinha. Não tente jamais secar os fios com a chapinha! Isso pode causar rompimento da fibra, pontas duplas, ressecamento e perda da umidade natural da fibra capilar.

USE A IMAGINAÇÃO: CRIE PENTEADOS!

Uma vez que você já tem por perto um bom protetor térmico, seu secador para iniciar a finalização e um produtinho querido para dar o toque final, é só usar a imaginação para fazer penteados mil!

Sim, penteados: engana-se quem pensa que a chapinha só serve para alisar e deixar os fios retos.

Ele pode alisar parcialmente as madeixas para facilitar coques, tranças, penteados meio presos e até mesmo fazer as vezes de um modelador de cachos.

Para atingir este efeito, basta enrolar mecha por mecha em volta da chapinha e segurar por alguns segundos. Esse procedimento irá formar cachos leves e definidos. Finalize com um fixador e voilá! Sucesso garantido!

COMO ESCOLHER A MELHOR CHAPINHA?

Atualmente, existem no mercado diversos modelos de chapinha que atendem aos mais diversos tipos de necessidades!

Podemos citar as chapinhas pequenas, praticamente de bolsa, para quem curte retocar os fios no final do expediente para aproveitar o happy hour com as madeixas em ordem.

Existem também chapinhas maiores, ideais para complementar procedimentos químicos de alisamento.

Chapinhas com as pranchas bem finas podem ser uma ótima pedida para cachear melhor (e alisar, claro, já que é o intuito principal). Mas se você quer um aparelho específico para cachear o cabelo, o melhor é procurar um modelador de cachos.

Atualmente já podemos encontrar até mesmo chapinhas “a frio”, que depositam um calor “interno” nos fios através de tecnologia a laser e/ou infravermelho.

Para escolher a ideal para você, basta levar em consideração a finalidade para o seu caso, sua frequência de uso e seu tipo de cabelo.

A AJUDA ESSENCIAL DA TECNOLOGIA IÔNICA

Muitas chapinhas (a maioria, até) já utilizam a tecnologia “iônica”, que trabalha a eletricidade estática dos fios e equilibram a carga magnética que o atrito do aparelho com o cabelo causa. Isso significa que aquele efeito de fiozinhos “arrepiados” é minimizado consideravelmente, deixando o look lindo para arrasar imediatamente.

Se encontrar uma belezinha com função Íon, abrace-a sem medo de ser feliz! Não tenha medo de investir em um bom aparelho, principalmente se você curte alisar os fios com muita frequência.

Uma boa chapinha garante, além do efeito desejado, uma força a mais nos cuidados com as madeixas. Afinal, queremos ficar lindas, mas sem riscos, não é mesmo? Escolha bem e arrase no visual!

Se você gostou das dicas, não esqueça de deixar o seu comentário e nos acompanhar no Facebook e no Instagram para ficar por dentro de tudo que rola no mundo dos cabelos! 😉

Comentários do Facebook